• Programa Primeiro Emprego

Aeronave Sêneca III EMB 810D, prefixo PP-EIN



Avaliação dos resultados obtidos nos procedimentos operacionais de vôo, face ao planejamento da manutenção das aeronaves do Estado da Bahia

A aeronave NEIVA/EMBRAER Sêneca III EMB 810D, prefixo PP–EIN, Nº de série 810.578, é um bimotor com capacidade para quatro passageiros e dois tripulantes, fabricada no ano 1985, e deve ser submetida a revisões periódicas programadas, as quais são realizadas nas  oficinas da EMBRAER, em Gavião Peixoto–SP, sendo algumas inspeções de menor complexidade realizadas em Salvador-BA. A Casa Militar do Governador, através da Coordenação de Manutenção de Aeronaves da Diretoria de Aviação, elaborou um planejamento com estimativas de custos e plano para a execução das revisões, as quais seguem rigorosamente os Manuais de Manutenção desenvolvidos  pelo fabricante, para o tipo da aeronave, que prevêem o seguinte:

a) Revisões de 50, 100, 500, 1000 horas de vôo - A cada 50 (cinqüenta) horas de voo, a aeronave deve ser submetida a uma revisão, conforme o manual de manutenção do fabricante, sendo que existe um aumento da complexidade nos itens a serem verificados nas revisões de 100, 500, 1000 horas. Estas revisões visam verificar as condições de conservação e segurança da estrutura da aeronave, sistemas do grupo motopropulsor, sistema de comandos de voo,  combustível, hidráulico, elétrico, eletrônico e diversos. Durante estas revisões são substituídos os filtros dos diversos sistemas, óleo dos motores de acordo com os limites determinados pelo fabricante, lubrificação dos sistemas de acordo com as cartas de lubrificação dos manuais, verificações de folgas em diversos componentes, revisões - quando requeridas - em componentes controlados,  verificação e cumprimento dos Boletins de Serviço, Diretrizes de Aeronavegabilidade pertinentes à aeronave, e seus sistemas e todas as outras verificações que venham garantir a aeronavegabilidade da aeronave e a sua segurança de voo.

b) Inspeção Anual de Manutenção – IAM - É uma inspeção periódica que é realizada na aeronave a cada 12 meses e que visa verificar o cumprimento das revisões previstas pelo fabricante da aeronave e dos seus componentes, cumprimentos das exigências contidas nos RBHA’s (Regulamento Brasileiro de Homologação Aeronáutica), emitidos pela ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil), cumprimento dos boletins e diretrizes pertinentes à aeronave, emitidos pelo fabricante e autoridades aeronáuticas brasileiras e americanas.

c) Vistoria Técnica Especial – VTE – É uma vistoria realizada por inspetores da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil), a cada seis anos, e que visa a verificação do cumprimento de todas as exigências previstas nos manuais de manutenção do fabricante da aeronave e dos seus sistemas, bem como as exigências das autoridades aeronáuticas contidas nos seus diversos regulamentos e instruções, preventivas proporcionassem  uma operação eficiente e eficaz, conforme o planejado pela Coordenação de Manutenção de Aeronaves da Diretoria de Aviação da Casa Militar do Governador. atestando assim a condição aeronavegavel da aeronave.



Recomendar esta página via e-mail: